quinta-feira, 28 de abril de 2011

Apenas um saxofone


"Ele era a minha juventude mas naquele tempo eu não sabia, na hora a gente nunca sabe nem pode mesmo saber, fica tudo natural como o dia que sucede à noite, como o sol, a lua, eu era jovem e não pensava nisso como não pensava em respirar. Alguém por acaso fica atento ao ato de respirar? Fica, sim, mas quando a respiração se esculhamba. Então dá aquela tristeza, puxa, eu respirava tão bem.." 

sexta-feira, 15 de abril de 2011

A um grande Homem


E hoje é um dia mais do que especial, o meu paizinho lindo faz 49 anos.. 49 anos de um grande homem, de caráter, sonhador, carinhoso, generoso com o próximo, sempre se deixando pra depois em prol do outro, de sua família, que me fez ser quem sou hoje, me ensinou a correr atrás dos meus sonhos, mesmo aqueles mais tolos, e acreditar na força que tenho e nunca desistir. Me sinto especialmente abençoada por ser tua filha.
E pra você hoje, ofereço esta canção do Bob Marley, isso, ele mesmo, porque é inevitável não pensar em você quando o escuto, imediatamente me chegam as lembranças das nossas viagens, sempre com a mais bela trilha sonora, fruto do teu bom gosto, e quando eu te ouvia cantar, pensava, meu Deus.. ele canta igualzinho ao Bob Marley, a mesma voz, como consegue? E ficava te admirando, dirigindo cantando, no meio daquela paisagem praiana e passando por aquele morro, aquele seu, que sonhava em ter uma casa bem em seu topo..
Te amo pai, obrigada por tudo, obrigada pela vida, te admiro, você é muito mais do que imagina.
 Um grande beijo, com muito amor, Min.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

L'appuntamento


Ho sbagliato tante volte ormai che lo so già
Che oggi quasi certamente
Sto sbagliando su di te
Ma una volta in più che cosa può cambiare
Nella vita mia
Accettare questo strano appuntamento
È stata una pazzia
Sono triste tra la gente che mi sta
Passando accanto
Ma la nostalgia di rivedere te
È forte più del pianto
Questo sole accende sul mio volto
Un segno di speranza.
Sto aspettando quando ad un tratto ti vedrò
Spuntare in lontananza
Amore, fai presto, io non resisto
Se tu non arrivi non esisto
Non esisto, non esisto
È cambiato il tempo e sta piovendo
Ma resto ad aspettare
Non m'importa cosa il mondo può pensare
Io non me ne voglio andare.
Io mi guardo dentro e mi domando
Ma non sento niente
Sono solo un resto di speranza
Perduta tra la gente.amore è già tardi e non resisto
Se tu non arrivi non esisto
Non esisto, non esisto
Luci, macchine, vetrine, strade tutto quanto
Si confonde nella mente
La mia ombra si è stancata di seguirmi
Il giorno muore lentamente.
Non mi resta che tornare a casa mia
Alla mia triste vita
Questa vita che volevo dare a te
L'hai sbriciolata tra le dita.
Amore perdono ma non resisto
Adesso per sempre non esisto
Non esisto, non esisto

 Ornella Vanoni - L'appuntamento

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Um jeito


"Meu amor é assim, sem nenhum pudor.
Quando aperta eu grito da janela
- ouve quem estiver passando -
ô fulano, vem depressa.
Tem urgência, medo de encanto quebrado,
é duro como osso duro.
Ideal eu tenho de amar como quem diz coisas:
quero é dormir com você, alisar seu cabelo,
espremer de suas costas as montanhas pequenininhas
de matéria branca. 
Por hora dou é grito e susto.
Pouca gente gosta."

Simultaneidade

- Eu amo o mundo! Eu detesto o mundo! Eu creio em Deus! Deus é um absurdo! Eu vou me matar! Eu quero viver!
- Você é louco?
- Não, sou poeta.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Acontece



"Esquece o nosso amor, vê se esquece.
Porque tudo no mundo acontece
E acontece que eu já não sei mais amar.
Vai chorar, vai sofrer, e você não merece,
Mas isso acontece.
Acontece que o meu coração ficou frio
E o nosso ninho de amor está vazio.
Se eu ainda pudesse fingir que te amo,
Ah, se eu pudesse
Mas não quero, não devo fazê-lo,
Isso não acontece.."

Pesquisar este blog